Atlético é surpreendido pelo San Lorenzo, adia classificação e decide vida na Libertadores em jogo no Chile

O Atlético perdeu a oportunidade de conseguir a classificação antecipada para as oitavas de final da Libertadores. Jogando com o apoio da torcida na Arena da Baixada, o Rubro-Negro foi surpreendido pelo San Lorenzo, da Argentina, por 3 a 0 e ainda deixou o campo muito vaiado.

Atlético-x-San-Lorenzo-03-05-2017

Com a derrota, o Furacão dá uma sobrevida para o próprio San Lorenzo e ainda terá que decidir a vaga longe de casa contra a Universidad Católica no dia 17 de abril, em Santiago. Para essa partida, o zagueiro Thiago Heleno já é desfalque certo pelo terceiro cartão amarelo.

Antes da decisão para sobreviver na Libertadores, o Atlético tem duas partidas importantes nos próximos dias. No domingo (07), encara o Coritiba pela segunda partida da final do Campeonato Paranaense e precisa reverter um placar também de 3 a 0. Já no dia 10 de maio, inicia a disputa das oitavas da Copa do Brasil com o Santa Cruz.

Atlético tem atuação apagada e sofre o primeiro gol

O jogo começou com o Rubro-Negro tendo mais posse de bola, mas pecou no último passe nas duas primeiras chances. A partir dos 10 minutos, o San Lorenzo cresceu na partida e não demorou para contar com uma falha defensiva da defesa atleticana. Rápida jogada ensaiada, Rojas teve muita tranquilidade para cruzar na cabeça de Díaz, que livre de marcação, mandou para o fundo das redes.

O gol desestabilizou o time atleticano que ficou ainda mais nervoso em campo e ainda teve uma notícia ruim com o terceiro cartão amarelo do zagueiro Thiago Heleno. O Furacão teve duas grandes oportunidades para empatar a partida em cobrança de falta na entrada da área, porém, Nikão e Thiago Heleno acertaram a barreira em ambas as oportunidades.

Do outro lado, o San Lorenzo aproveitou os espaços deixados pela defesa atleticana e deu um susto na torcida em chute de Merlini que Otávio se recuperou em tempo para travar a finalização. Após o apito do árbitro, a torcida vaiou a atuação da equipe e o goleiro Weverton deixou o campo reclamando com a arbitragem.

San Lorenzo amplia a vantagem no segundo tempo

Precisando virar o placar para conquistar a classificação antecipada, o técnico Paulo Autuori deixou a equipe mais ofensiva com as entradas dos atacantes Pablo e Felipe Gedoz. Com bola rolando, o Rubro-Negro cresceu em campo e quase empatou aos quatro minutos, mas Sidcley mandou na rede pelo lado de fora. Já aos 8, Nikão arriscou de fora da área e mandou próximo da trave.

Em um momento que o Atlético pressionava, a defesa mais uma vez vacilou na marcação e o San Lorenzo ampliou a vantagem aos 22 minutos. Belluschi não teve dificuldade para cruzar a bola na segunda trave e Blandi subiu muito mais que os marcadores para marcar de cabeça o segundo gol.

Após ficar com uma desvantagem maior, a última cartada do treinador atleticano foi colocar Grafite e explorar as jogadas de bola aérea. Porém, o Rubro-Negro continuou com muitas dificuldades para passar pela defesa e ainda sofreu o terceiro gol nos minutos finais. Tranquila troca de passes do ataque argentino e Botta chutou rasteiro no canto direito para sacramentar a vitória.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 0X3 SAN LORENZO

Local: Arena da Baixada – Curitiba (PR)
Data: 03 de maio de 2017
Horário: 21h
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Alexandre Guzman (COL) e Cristian De La Cruz (COL)
Público e renda: 22.786 pagantes/25.387 presentes/R$ 476.905,00.

Atlético: Weverton; José Ivaldo, Paulo André, Thaigo Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Pablo) e Lucho González (Grafite); Nikão, Douglas Coutinho (Felipe Gedoz) e Eduardo da Silva.
Técnico: Paulo Autuori.

San Lorenzo: Navarro; Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis, Ortigoza (Mercier), Belluschi, Merlini (Coloccini) e Cerutti (Botta); Blandi.
Técnico: Diego Aguirre.

Cartões amarelos: Thiago Heleno (CAP); Díaz e Rojas (SLO).
Gols:
 Díaz (SLO), aos 14′ do primeiro tempo, Blandi (SLO), aos 20′ do segundo tempo, e Botta (SLO), aos 46′ do segundo tempo.

Com informações do Banda B.