Caiu no Niltão… Botafogo volta a mostrar força em casa e vira 3º melhor mandante

A inesperada derrota por 3 a 2 para o Vitória no início do mês, dentro do Nilton Santos, quebrou uma sequência do time e desanimou a torcida. Mas não passou de um susto. Nos dois jogos seguintes no estádio, triunfos por 2 a 1 sobre a Chapecoense e até para cima do líder Corinthians (veja os lances no vídeo abaixo). O Botafogo voltou a mostrar força em seus domínios e, no ano em que customizou sua casa nas cores branca e preta, transformou o palco no seu ponto forte. Caiu no Niltão…

– A gente está entre os melhores mandantes. Comprova uma situação de não ser uma equipe só de transição, aquela que vence mais fora do que em casa. A gente consegue propor o jogo, temos maneiras de jogar. Trabalho muito isso com meus atletas. E por estar há um ano e dois meses com grupo facilita bastante. Fico feliz de ser um dos melhores mandantes, mas tem que ter equilíbrio – comemorou Jair Ventura em entrevista coletiva após o jogo.

Mas quanto indigesto é o Botafogo comparado aos outros mandantes do Campeonato Brasileiro? O GloboEsporte.com checou: o time de Jair tem a terceira melhor campanha em casa da Série A até aqui, com nove vitórias, dois empates e quatro derrotas, aproveitamento de 64,4% – empatado com Palmeiras, Flamengo e São Paulo e só atrás de Santos e Corinthians.

 

Veja os números dos mandantes até a 30ª rodada:

 

  1. 73,3% – Santos (10v3e2d)
  2. 68,8% – Corinthians (9v4e2d)
  3. 64,4% – Botafogo (9v2e4d)
  4. 64,4% – Palmeiras (9v2e4d)
  5. 64,4% – Flamengo (8v5e2d)
  6. 64,4% – São Paulo (8v5e2d)
  7. 60,0% – Bahia (8v3e4d)
  8. 60,0% – Cruzeiro (7v6e2d)
  9. 57,7% – Grêmio (8v2e5d)
  10. 55,5% – Vasco (7v4e4d)
  11. 53,3% – Ponte Preta (7v3e5d)
  12. 48,8% – Atlético-PR (6v4e5d)
  13. 48,8% – Fluminense (6v4e5d)
  14. 48,8% – Sport (5v7e3d)
  15. 44,4% – Chapecoense (6v2e7d)
  16. 42,2% – Coritiba (5v4e6d)
  17. 37,7% – Avaí (3v8e4d)
  18. 35,5% – Atlético-MG (4v4e7d)
  19. 26,6% – Atlético-GO (3v3e9d)
  20. 20,0% – Vitória (2v3e10d)

 

Se mantiver a força em seu território e vencer as quatro partidas restantes em casa, o Botafogo já atingirá o objetivo de voltar à Libertadores em 2018. Ao menos é o que diz a matemática. Com os 47 pontos atuais mais os possíveis 12 como mandante, o Alvinegro chegaria a 59, exatamente a pontuação necessária apontada pelo matemático Tristão Garcia para garantir uma vaga na Pré-Libertadores.

Fator casa tem sido ponto forte do Botafogo na temporada (Foto: Satiro Sodré / SSPress)Fator casa tem sido ponto forte do Botafogo na temporada (Foto: Satiro Sodré / SSPress)Fator casa tem sido ponto forte do Botafogo na temporada (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

 

Jogos restantes do Botafogo em casa

 

04/11 – Botafogo x Fluminense
11/11 – Botafogo x Atlético-PR
16/11 – Botafogo x Atlético-GO
03/12 – Botafogo x Cruzeiro

Mas o Botafogo sonha mais alto e quer buscar um lugar no G-4, que garante vaga já na fase de grupos da Libertadores. Para isso, o time de Jair terá que vencer também fora de casa na reta final do Brasileiro. O Alvinegro está três pontos atrás do Grêmio, atual quarto colocado. Tristão Garcia estima que de 64 a 65 pontos conferem a classificação direta sem depender de outros resultados.

Resultados x públicos

Cerca de 8 mil torcedores foram ao jogo Botafogo x Corinthians (Foto: Igor Rodrigues / GloboEsporte.com)Cerca de 8 mil torcedores foram ao jogo Botafogo x Corinthians (Foto: Igor Rodrigues / GloboEsporte.com)Cerca de 8 mil torcedores foram ao jogo Botafogo x Corinthians (Foto: Igor Rodrigues / GloboEsporte.com)

Se na Libertadores a torcida do Botafogo conseguiu até mesmo fazer o efeito “caldeirão” em um estádio olímpico – em que o público fica longe do campo e a acústica não favorece –, no Campeonato Brasileiro o time vai se virando e obtendo resultados sem o auxílio deste artifício. A média de pagantes do Alvinegro está abaixo dos 10 mil por jogo, longe das de 31.831 da Libertadores e 21.872 da Copa do Brasil. A média de 9.962 só supera a de 9.156 do Carioca.

Contra o líder Corinthians, o público foi de apenas 7.566 pagantes (8.466 presentes), em que pese o dia chuvoso e de trânsito caótico no Rio de Janeiro. Mas fato é que a presença dos torcedores reduziu muito, mesmo com o clube lançando pacotes promocionais para os últimos jogos do ano em valores únicos de R$ 70 a R$ 240. Só o do Setor Norte esgotou.

( Com informações do Globo Esporte ).